parallax background
 
Pretendemos com esta Consulta, realizar uma avaliação diagnóstica das crianças e jovens que apresentam comportamentos que trazem prejuízo à sua vida escolar, social e familiar, assim como apresentar um plano terapêutico que vise beneficiar o seu filho/aluno.
Para tanto, fornecemos algumas informações a Pais, Encarregados de Educação, Professores/Educadores, de forma a sinalizarem a Criança/Jovem para uma avaliação diagnóstica com profissionais especializados na Psitorres.

Informações gerais sobre a PHDA
A Hiperatividade/Défice de Atenção é um distúrbio neurobiológico que afecta a capacidade de manter a atenção focalizada por períodos normais para a idade.
A PHDA é uma das doenças mais frequentemente diagnosticadas em crianças na idade escolar, é uma perturbação neurocomportamental, começa a manifestar-se cedo na infância com tendência a persistir ao longo do desenvolvimento e inclui sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade. Tem forte componente familiar (pode afetar mais membros da família) e não desaparece com a idade. Compromete o sucesso escolar e perturba as interações sociais com os adultos e outras crianças. Não dura apenas alguns dias, nem aparece apenas num só contexto (ou na família ou na escola), nem sequer surge de repente. Pode estar associado a alguma outra doença.

Sintomas da PHDA
Hiperatividade: Atividade excessiva e inapropriada para a idade - a criança movimenta excessivamente pés e mãos, move-se quando está sentada, levanta-se na sala de aula ou noutras situações em que se espera que esteja sentada, corre ou salta excessivamente em situações em que é inadequado fazê-lo, está sempre "ligada a um motor", fala em excesso.

Impulsividade: Incapacidade de adiar uma resposta - tem dificuldade em esperar a sua vez, com frequência precipita as respostas antes que as perguntas tenham terminado, interrompe ou interfere nas atividades dos outros.

Défice de Atenção: Dificuldade no esforço mental sustentado e em filtrar estímulos - a criança não presta atenção aos pormenores, comete erros por descuidos nas tarefas escolares ou noutras atividades, tem dificuldade em manter a atenção em tarefas, parece não ouvir quando se lhe fala diretamente, não segue as instruções e não termina as tarefas escolares no local de trabalho, tem dificuldade em organizar tarefas.

Avaliação Diagnóstica
O processo de avaliação é realizado em sessões de 50 minutos, cujo número varia de acordo com a necessidade de aplicação de diferentes baterias. A primeira consulta será realizada apenas com os pais ou responsáveis pela criança/jovem com o objetivo de levantar a queixa atual e historial clínico e familiar.

As sessões seguintes serão estruturadas de forma a procedermos à aplicação de questionários aos pais e profissionais de educação e de questionários e baterias de testes com a criança/jovem com o objetivo de realizar: Avaliação comportamental do auto conceito, educativa, social, da integração sensorial, cognitiva e ainda Avaliação Médica (se necessário) e Abordagem terapêutica/Seguimento.
A Psitorres tem um conjunto de programas de intervenção seja com a criança/jovem, seja com os pais e educadores:
  • Informar os pais, familiares e o próprio jovem sobre o diagnóstico e a intervenção terapêutica indicada;
  • Realizar parceria com a escola e outros espaços que a criança frequenta (por exemplo, ATL) de forma a orientar e criar estratégias para optimizar sua vida académica e social (deslocações às escolas);
  • Fornecer informação escrita com a entrega de folhetos para pais e professores;
  • Monitorizar a intervenção medicamentosa;
  • Sessões de psicologia/terapia da fala/terapia ocupacional/NEE de acordo com o diagnóstico;
  • Intervenção parental (treino e suporte parental na gestão do comportamento);
  • Facultar relatório de avaliação psicológica para os pais a fim de obter medidas de apoio educativo junto à escola (Decreto Lei nº 3/2008);
  • Treino de autocontrolo;
  • Programa de métodos e hábitos de estudo;
  • Treino de competências pessoais e sociais
A Equipa responsável pela consulta de PHDA: Psicólogas: Clara Cruz, Ana Lemos, Filipa Saraiva | Pediatra: Patrícia Marques | Terapeuta da Fala: Cristina Morgado | Terapeuta Ocupacional: Maria do Céu Vieira